Início Imprensa IDados na Folha de S. Paulo: Pandemia afeta mercado de trabalho brasileiro

IDados na Folha de S. Paulo: Pandemia afeta mercado de trabalho brasileiro

Menos da metade da população em idade de trabalhar está ocupada, com pretos, pardos e mulheres sendo mais prejudicados.

A pandemia da Covid-19 afetou de forma brutal o mercado de trabalho brasileiro em 2020. O nível da ocupação — taxa que calcula a proporção de pessoas ocupadas dentro da população em idade de trabalhar — alcançou o menor patamar em 28 anos, de 46,8%.

Os dados são parte de um estudo realizado pelos pesquisadores Bruno Ottoni e Tiago Barreira, da consultoria IDados, que se propôs a traçar uma linha do tempo retroagindo dados da atual Pnad Contínua, da antiga Pnad e também da extinta Pesquisa Mensal de Emprego, todas do IBGE.

Leia também: Crise derruba População Ocupada a níveis de 2006

O levantamento serviu de base para uma reportagem publicada por Diego Garcia do jornal Folha de São Paulo, que se referiu ao estudo como uma “série histórica”.
De acordo com o economista Bruno Ottoni, a pandemia teve uma influência na queda abrupta do índice de desemprego, que caiu rapidamente nos últimos meses. Em um ano, foram 12 milhões de postos de trabalho a menos, segundo dados mais recentes.
O dado contempla os mercados formal e informal, e considera tanto empregados quanto empregadores, além daqueles que atuam por conta própria.

Com base no estudo, a reportagem postula que hoje, de cada 100 brasileiros em idade de trabalhar (14 anos ou mais, pela metodologia do IBGE), apenas cerca de 47 estão de fato trabalhando. Esse número de empregados era de 60 a cada 100 há 28 anos.

Confira a reportagem na íntegra aqui.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Sair da versão mobile