Despesas dos municípios com educação mais do que dobram entre 2005 e 2016

294

Por Talita Meheb, pesquisadora do IDados

Este post apresenta a evolução das despesas municipais na área de educação e do número de matrículas na educação básica sob a responsabilidade dos municípios no período entre 2005 e 2016.

Como mostra o gráfico 1 (abaixo), a evolução do total estimado de despesas municipais mais que dobrou nos últimos onze anos analisados – passando de 72 bilhões em 2005 para 150 bilhões de reais em 2016, e só apresentou uma pequena redução de 2015 para 2016, provavelmente por um efeito atrasado da crise econômica que atingiu o Brasil desde 2015.

Apesar do grande aumento nas despesas, o gráfico 2 mostra que o número de matrículas caiu pouco mais de 9% no mesmo período – de 25,3 milhões em 2005 para 22,8 em 2016. Ou seja, mesmo com a queda contínua do número de matrículas, as despesas dos municípios na área de educação mais do que dobraram nos últimos anos. Em outros posts deste blog, foram analisados assuntos correlatos: gastos com pessoal da área de Educação vs. gastos nas demais áreas dos governos municipais, e impacto nos cofres municipais dos aumentos no piso do magistério.

Gráfico 1 – Evolução do total estimado das despesas pagas em Educação municipais, preços de 2016 – Brasil, 2005 a 2016

grafico-gastos

Fonte: SIOPE, IGP-DI. Elaboração IDados.

Gráfico 2 – Evolução das matrículas municipais na Educação Básica – Brasil, 2005 a 2016

grafico-matriculas

Fonte: Censo da Educação Básica. Elaboração IDados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui