IDADOS NA FOLHA DE S. PAULO: De que forma o racismo perpetua o fosso social?

A necessidade de garantir renda em meio à crise econômica dos últimos anos pode, por exemplo, explicar parte do aumento recente da desigualdade entre mulheres negras e brancas no país.

325

O pesquisador Guilherme Hirata, da consultoria IDados, elaborou dados exclusivos para uma reportagem que foi publicada no último sábado, dia 18 de julho, no jornal Folha de S. Paulo.

Leia também: DESIGUALDADES NO ENSINO SUPERIOR

A matéria evidenciou que o racismo prejudica negros e pardos na escola, na política e no mercado de trabalho no Brasil.

O especialista identificou que a fatia de trabalhadoras pretas e pardas que são chefes de domicílio é maior que a de brancas, o que pode contribuir para a tendência recente desfavorável.

Confira a matéria na íntegra aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui