IDados na Folha: Jovens seguem caminho da roça em busca de emprego

235
agronegócio

Além de liderar o ritmo de geração de empregos, o agronegócio também está ficando mais jovem e escolarizado. É o que mostra um levantamento realizado pelo pesquisador Bruno Ottoni, da consultoria IDados.

O estudo, que foi manchete no jornal Folha de S. Paulo, revelou que o total de trabalhadores rurais com até 29 anos é o mais alto desde 2015. No terceiro trimestre de 2021, eles eram 2,2 milhões.

Segundo o especialista, não é possível medir se o aumento do número de empregados rurais com ensino superior se deve pela atração de universitários ao campo ou pelo aumento da escolaridade dos moradores dessas regiões. Mas é provável que os dois movimentos estejam ocorrendo.

“É importante observar que o campo é um dos setores que mais perderam mão de obra ao longo da história, por causa do processo de mecanização, que vai se acentuar. As novas gerações de trabalhadores rurais terão de ser mais treinadas para essa realidade também”, afirma Ottoni.

Confira a reportagem na íntegra aqui ou abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui