Início Principal Educação Participação de alunos da rede pública dentre os melhores diminui com o...

Participação de alunos da rede pública dentre os melhores diminui com o avanço das etapas de ensino

Em continuidade à análise sobre os melhores alunos brasileiros, este post analisa a participação das redes privada e pública entre os 1% melhores alunos, comparando com o total de alunos e observando se há alguma diferença marcante entre as etapas de ensino. São utilizados dados da Prova Brasil de 2019 em Matemática, no 5° e 9° ano do ensino fundamental, e no 3° ano do ensino médio.

Na figura abaixo, em cada etapa de ensino, a participação das redes pública e privada é apresentada para o total de alunos que fizeram o teste e para os 1% melhores alunos. No 5° ano, os alunos da rede pública representam 82% do total de alunos, mas somente 60% dos melhores alunos (dos 1% melhores), uma diferença de 18 pontos percentuais. No 9° ano, a participação cai de 84% para 36%, e no 3° ano do ensino médio, de 87% para 26% – diferenças de 48 e 61 pontos percentuais, respectivamente.

Vale ressaltar que a participação de alunos da rede pública dentre os melhores diminui com o avanço das etapas de ensino, passando de 60% no 5° ano para 36% no 9° ano e 26% no 3° ano do ensino médio. Isso sinaliza que a rede pública não consegue manter o nível de aprendizagem observado na rede privada ao longo das séries – ou não consegue manter os melhores alunos.

Esses dados expõem a diferença que há entre as redes de ensino, pois, apesar de a maioria dos alunos estudar em escolas públicas (entre 82% a 87%), a rede privada tem uma participação relativa entre os melhores bem mais alta que a rede pública (que não passa de 60%), chegando a ser maioria no 9° ano do ensino fundamental e no 3° ano do ensino médio.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile