Diferença salarial ainda é uma realidade, aponta um levantamento do IDados

287
Thais Barcellos em entrevista ao Jornal da Cultura
Thais Barcellos no Jornal da Cultura

A diferença salarial entre homens e mulheres que trabalham no mesmo cargo ainda é uma realidade no Brasil. Segundo Thais Barcellos, pesquisadora do IDados, “em média a mulher trabalha, de graça, 47 dias a mais do que o homem”. O levantamento apontou que as mulheres ganham em média 87% da remuneração dos homens por hora.

Os dados são de levantamento do IDados e aparecem em reportagem no Jornal da Cultura, do dia 27 de novembro, terça-feira.

Confira no vídeo abaixo, a partir de 33 minutos:

[vc_raw_js]JTNDaWZyYW1lJTIwd2lkdGglM0QlMjI1NjAlMjIlMjBoZWlnaHQlM0QlMjIzMTUlMjIlMjBzcmMlM0QlMjJodHRwcyUzQSUyRiUyRnd3dy55b3V0dWJlLmNvbSUyRmVtYmVkJTJGeldHcm9raDZVOU0lMjIlMjBmcmFtZWJvcmRlciUzRCUyMjAlMjIlMjBhbGxvdyUzRCUyMmFjY2VsZXJvbWV0ZXIlM0IlMjBhdXRvcGxheSUzQiUyMGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYSUzQiUyMGd5cm9zY29wZSUzQiUyMHBpY3R1cmUtaW4tcGljdHVyZSUyMiUyMGFsbG93ZnVsbHNjcmVlbiUzRSUzQyUyRmlmcmFtZSUzRQ==[/vc_raw_js]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui