IDados no G1: 11,5 milhões perderam emprego no setor privado. Setor público seguiu contratando

577
conta propria

Um levantamento realizado por Mariana Leite, pesquisadora da consultoria IDados, embasou uma reportagem de Bianca Lima e Luiz Guilherme Gerbelli, veiculada pelo G1. Realizada a partir de dados disponibilizados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Trimestral, a análise revelou que, entre os meses de setembro de 2019 e de 2020, 11,5 milhões de brasileiros saíram da população ocupada no setor privado. Na contramão, nesse mesmo período, o setor público criou 145,4 mil postos de trabalho.

Leia também: A defasagem idade-série no Ensino Fundamental e Médio

Segundo Mariana, “O ciclo de contratações do setor público acompanha muito mais o calendário das eleições do que a economia do país. Até porque os servidores, em sua maioria, têm estabilidade no emprego. E a demanda por serviços públicos, em momentos de crise, não diminuiu tanto quanto a demanda por serviços privados”, explica.

Leia a reportagem completa aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui