IDados no Valor: Pandemia eleva fatia de jovens “nem-nem”

212
Pandemia eleva fatia de jovens nem-nem

Um levantamento realizado pela pesquisadora Thais Barcellos, da Consultoria IDados, foi citado em uma reportagem veiculada pelo jornal Valor Econômico.

A matéria, assinada pela jornalista Ana Conceição, destaca que a população entre 15 e 29 anos sem estudar e sem trabalhar atingiu a maior marca em 8 anos.

O levantamento, feito com bases em dados da Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), aponta que ao longo de 2020, a proporção dos chamados  “nem-nem” chegou a quase 30% diante das dificuldades ocasionadas pela pandemia, que fechou postos de trabalho e dificultou o acesso de jovens à escola.

“Houve um aumento de frequência nas escolaridades mais altas em 2002. Pode ser que o jovem esteja tentando se qualificar melhor para mitigar os efeitos negativos de ficar fora do mercado de trabalho por muito tempo”, afirma a pesquisadora.

Leia a matéria completa abaixo ou aqui.

Pandemia eleva fatia de jovens nem-nem

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui