IDados no Globo: redução de horas trabalhadas não afeta o PIB

135
redução de horas trabalhadas

Não há uma clara relação entre o PIB e a variação das horas trabalhadas. É o que aponta um levantamento realizado pela pesquisadora Thaís Barcellos, da consultoria IDados. Ela analisou os efeitos da redução de horas trabalhadas em países de alta e média renda. O estudo foi pauta na coluna do Ancelmo Gois, no jornal O Globo.

Leia também: Na pandemia, perda de emprego é maior em ocupações que pagam menos

Barcellos identificou que muitos trabalhadores tiveram redução da carga de trabalho semanal de 40 para 35 ou 36 horas por semana, sendo mantida a mesma remuneração. “Mas a produção não caiu na maioria dos locais de trabalho, e, em alguns casos, aumentou”, concluiu a pesquisadora.

A especialista também afirmou que muitos trabalhadores relataram se sentir menos estressados e mais saudáveis e os homens passaram a fazer mais tarefas domésticas.

Leia a coluna completa aqui ou abaixo:

redução de horas trabalhadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui