IDADOS NO VALOR ECONÔMICO: AFASTAMENTO TEMPORÁRIO AFETA TRABALHADOR POUCO QUALIFICADO

De acordo com Mariana Leite, pesquisadora responsável pelo levantamento, com o fechamento dos estabelecimentos, muitos trabalhadores foram mandados para casa, em vez de demitidos, parte com suspensão de contrato de trabalho.

Um levantamento realizado pela consultoria IDados foi destaque de uma matéria no jornal Valor Econômico hoje, dia 15 de julho. O estudo, elaborado com base em dados da Pnad Covid, pesquisa mensal do IBGE, identificou que os trabalhadores de baixa escolaridade, ligados aos setores de serviços e do varejo, foram os mais afetados pelos afastamentos temporários do trabalho durante a pandemia de covid-19.

Leia também: QUEM SÃO OS TRABALHADORES AFASTADOS DO TRABALHO COM E SEM REMUNERAÇÃO DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19?

De acordo com Mariana Leite, pesquisadora responsável pelo levantamento, “com o fechamento dos estabelecimentos, muitos trabalhadores foram mandados para casa, em vez de demitidos, parte com suspensão de contrato de trabalho. Eles não aparecem nas estatísticas do desemprego, mas estão sem renda”, afirma.

A reportagem destaca ainda que entre as profissões com menor afastamento estão os trabalhadores da atividade agrícola. Apenas 6% dos auxiliares da agropecuária estavam afastados temporariamente.

Leia a reportagem completa abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.