Quem são os trabalhadores afastados do trabalho com e sem remuneração durante a pandemia de covid-19?

Os trabalhos com maior proporção de trabalhadores afastados são ocupações de baixa escolaridade e ligadas principalmente aos setores de comércio e serviços.

76

Este post apresenta algumas análises dos dados da PNAD-Covid, recentemente divulgada pelo IBGE. A PNAD-Covid é uma versão da PNAD-Contínua com objetivo de mensurar a prevalência dos sintomas de Covid-19 na população brasileira e seus impactos no mercado de trabalho. Até o momento, só foram divulgados os microdados referentes a maio de 2020. Então, todas as análises são relativas aquele mês.

Os Gráficos 1 e 2 apresentam as proporções de trabalhadores afastados por tipo de trabalho realizado. Trabalhadores afastados incluem todos aqueles que não trabalharam na semana de referência e se declararam afastados do trabalho principal por qualquer razão (seja por quarentena, férias, licenças etc.). No Gráfico 1, estão os tipos de trabalho com maior proporção de trabalhadores afastados. No Gráfico 2, estão os tipos de trabalho com menor proporção. Somente foram incluídos trabalhadores de 18 a 65 anos.

Primeiramente, nota-se que os trabalhos com maior proporção de trabalhadores afastados (Gráfico 1) são ocupações de baixa escolaridade e ligadas principalmente aos setores de comércio e serviços. Dentre os primeiros colocados, não há, com exceção de professores e pedagogos, nenhuma ocupação de nível superior. Muitas das primeiras colocações são também ocupadas por trabalhos associados à informalidade.

Já os trabalhos com menor proporção de afastamento (Gráfico 2) incluem trabalhadores agrícolas e trabalhadores de nível superior. Também vemos trabalhadores ligados aos setores essenciais (como segurança e saúde) e associados a trabalhos de venda on-line ou delivery (como telemarketing e entregadores).

Nos dois gráficos, os trabalhadores afastados também são divididos entre aqueles que declararam estar afastados, mas recebendo remuneração (mesmo que parcial), e aqueles afastados sem receber.

Notamos que há muita heterogeneidade na proporção de remunerados entre os tipos de trabalhos. Por exemplo, mesmo que uma alta proporção de professores tenha declarado estar afastada, a grande maioria deles foi remunerada (Gráfico 1). Por outro lado, vendedores ambulantes possuem alta taxa de afastamento, e, dentre os afastados, poucos declararam ter recebido pelo período (Gráfico 1). No geral, a proporção de trabalhadores remunerados durante o afastamento é maior em trabalhos com maior histórico de formalização.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.