Consultoria IDados na revista Veja: Brasil vai mal no Pisa

A principal avaliação internacional do ensino atesta que a qualidade da educação no Brasil é precária.

898

O pesquisador da consultoria IDados, Guilherme Hirata, foi fonte para uma matéria publicada pela jornalista Maria Clara Vieira, da revista Veja, sobre os resultados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) 2018, divulgado hoje, dia 3 de dezembro.

A reportagem ressalta que um desafio a ser enfrentado pelo Brasil é o aprofundamento da desigualdade escolar relacionada quando associada à condição socioeconômica dos alunos.

Leia também: QUAIS ESTADOS TÊM A MAIOR PORCENTAGEM DE ALUNOS DENTRE OS 10% MELHORES DO PISA?

O resultado do Pisa mostra que somente 2% dos estudantes brasileiros atingiram os níveis cinco ou seis em uma das matérias; contra uma média de 16% nos países desenvolvidos. O Brasil tem poucos excelentes alunos, e eles aparecem entre os mais ricos.

A diferença entre os resultados de matemática e ciências entre os alunos de baixa renda e aqueles cujas famílias têm maior poder aquisitivo foi de 97 pontos, contra 84 computados em 2009. O economista Guilherme Hirata afirma que“esta diferença rouba dos mais pobres a única oportunidade que têm de competir com os mais ricos. Estes meninos vão entrar no mercado de trabalho daqui a alguns anos e a diferença será sensível”.

Confira a reportagem completa aqui.

Pisa 2018 IDados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui