Mudanças dos indicadores de mercado de trabalho dentre os beneficiários do auxílio emergencial do Governo Federal

255
beneficiários do auxílio emergencial

Recentemente, o IBGE divulgou que a taxa de desocupação do trimestre de maio a julho de 2020 foi a mais alta da série histórica iniciada em 2012. A cada semana da pandemia, os números divulgados indicam uma queda na proporção de trabalhadores ocupados e um aumento nas taxas de desemprego.

Considerando esse cenário, o auxílio emergencial do Governo Federal foi essencial para garantir a renda de uma grande parcela de brasileiros durante os últimos meses. Conforme vemos no Gráfico 1, a proporção de brasileiros atendidos pelo programa cresceu consideravelmente nos últimos meses, atingindo mais de 50% dos brasileiros em idade de trabalhar (entre 14 e 65 anos).

Nesse post, analisamos as mudanças dos indicadores de mercado de trabalho dentre os beneficiários do programa.

O Gráfico 2 mostra a distribuição entre ocupados, desocupados e pessoas fora da força de trabalho (aqueles que não estão ocupados, mas também não procuraram emprego) dentre aqueles que receberam pelo menos uma parcela do auxílio emergencial.

O que notamos é que, dentre aqueles que receberam o auxílio, menos da metade estavam ocupados. A maioria estava fora da força de trabalho ou desocupada, tendo este último grupo aumentado ao longo dos meses. Em julho, 10,1% dos beneficiários do auxílio estavam desocupados, enquanto dois meses antes esse percentual era de 8,0%. Por outro lado, a proporção de ocupados caiu de 47,1% para 45,2% no mesmo período. Já a parcela fora da força se manteve relativamente estável.

Já no Gráfico 3, temos a distribuição desses grupos dentre aqueles que declararam não ter recebido nenhuma parcela do auxílio. Neste caso, a maioria declarou estar ocupada, somente 5% estão procurando emprego e pouco mais de 30% estão fora da força. As proporções não se alteraram consideravelmente desde o início da pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.