Beneficiários do Bolsa Família em escolas particulares

366
desigualdade entre escolas

Por Equipe IDados

Entre as crianças de 5 a 10 anos que residem em domicílios beneficiários do Bolsa Família, 5,3% frequentavam escolas privadas em 2016. Essa porcentagem caiu para 4,7% em 2017.   Para crianças de domicílios não beneficiários do programa, a porcentagem aumentou ligeiramente entre 2016 e 2017, alcançando quase 30% no último ano.   O levantamento foi feito pelo pesquisador Guilherme Hirata, do IDados, com base na PNAD Contínua divulgada esta semana pelo IBGE.  Rede escolar frequentada por crianças de 5 a 10 anos de idade, por condição de recebimento do Bolsa Família (%):  tabel 1

Percentuais por unidades da federação

No Rio de Janeiro, aumentou de 6,6% em 2016 para 11,3% em 2017, ou seja, praticamente dobrou a porcentagem de crianças com idade entre 5 e 10 anos de famílias beneficiárias do Bolsa Família que frequentam escolas privadas.  O Rio de Janeiro só fica atrás (mas bem perto) da Paraíba (11,8%) e Sergipe (11,4%) no “ranking” dos estados com maior percentual de alunos residentes em domicílios beneficiários do Bolsa Família que estudam em escolas privadas.  Em São Paulo, por exemplo, apenas 0,7% das crianças beneficiadas pelo programa do Governo Federal estudam em escolas privadas. Em Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, o percentual caiu de 1,1% e 0,8% em 2016 para zero em 2017, respectivamente.  Porcentagem de crianças de 5 a 10 anos de idade beneficiárias do Bolsa Família que frequentam escolas privadas:  tabela 2[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]]]>

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui