IDados no Estadão: Parcelamento das correções de salários cresce em contexto de economia fraca

196
desemprego

O parcelamento dos reajustes, a inflação alta e o contingente de desempregados voltando ao mercado e disposto a ganhar menos enfraquecem o poder de barganha de quem está empregado.

A pesquisadora da consultoria IDados, Mariana Leite, foi ouvida pela jornalista Márcia De Chiara, do jornal O Estado de São Paulo. A especialista afirmou que “os ocupados estão competindo com os desocupados que aceitam ganhar menos.”

O impacto desse movimento na macroeconomia é menor consumo e menor crescimento da economia, já que o consumo das famílias responde por cerca de dois terços do PIB.

Confira a matéria completa aqui ou abaixo:

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui