Pesquisa Transição da Escola para o Trabalho

24

Instituições de ensino – notadamente no nível do ensino médio – têm como desafio compreender como formar os jovens para uma carreira bem-sucedida. A qualificação de profissionais deve ter em vista o entendimento das mudanças demográficas (redução de taxa de nascimento, maior longevidade e permanência dos profissionais do mercado de trabalho), mudanças tecnológicas (impactando boa parte das ocupações e a forma de trabalhar), novas dinâmicas internacionais e a situação educacional brasileira com especial atenção para os desafios da implantação da reforma do ensino médio.

 

Ao mesmo tempo, as empresas investem cada vez mais recursos na formação de seus funcionários e, apesar dos investimentos, reter bons talentos, principalmente jovens, em uma empresa nunca foi tão desafiador.

 

Para discutir medidas eficazes para a preparação profissional dos jovens e a transição da escola do emprego, o IDados elaborou a pesquisa Transição da Escola para o Trabalho.

 

Foram entrevistados 3527 jovens entre 16 e 29 anos com o objetivo de responder três perguntas centrais para compreender a relação entre os jovens e o mercado de trabalho:

 

  1. Quais seriam as principais dificuldades na transição do jovem para o mercado de trabalho?
  2. Como a educação poderia facilitar a inserção e a adequação do jovem ao mercado de trabalho?
  3. Após inserido, como reter o jovem no emprego e diminuir a rotatividade?

 

Acesse aqui o relatório de resultados da pesquisa.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.