Nível socioeconômico é determinante para o sucesso escolar?

Alunos de maior renda e com pais mais escolarizados têm maiores notas e maiores probabilidades de ingressar em um curso de Ensino Superior e de terminá-lo.

304
Nível socioeconômico

Um dos principais determinantes do sucesso escolar de um aluno é o seu nível socioeconômico. De fato, alunos de maior renda e com pais mais escolarizados têm maiores notas e maiores probabilidades de ingressar em um curso de Ensino Superior e de terminá-lo. Este post analisa a relação entre nível socioeconômico e desempenho no ENEM 2018, usando acesso à internet como medida de nível socioeconômico.

A Tabela 1 mostra as notas de Matemática, Ciências Naturais, Redação e Linguagem e Códigos do ENEM em 2018 para aluno com e sem acesso à internet em sua residência. Alunos sem acesso à internet possuem menor status sócio econômico do que os alunos com acesso à internet. Como esperado, a nota média dos alunos com acesso à internet e de maior nível socioeconômico foi maior do que a nota média dos alunos sem acesso à internet e de baixo nível socioeconômico em todas as provas. Em matemática, a diferença foi de 55 pontos, Ciências Naturais 38 pontos, Redação 89 e Linguagem e Códigos 43 pontos.

Contudo, esta relação não é determinística, e há casos que fogem à regra: alunos de baixo nível socioeconômico com características favoráveis ao sucesso escolar. Por exemplo, alta aptidão inata, maior esforço e maior persistência. De maneira análoga, há alunos com alto nível socioeconômico com características desfavoráveis ao sucesso acadêmico: pouca aptidão inata, baixo esforço etc.

A Tabela 2 reporta o percentual de alunos que fogem à convenção de que maior nível socioeconômico implica maiores notas. A Coluna 1 da Tabela 2 reporta o percentual de alunos sem internet que ficaram acima da nota média dos alunos com internet. O percentual varia entre 12,5% (Matemática) e 13,4% (Redação). A Coluna 2 da Tabela 2 reporta o percentual de alunos com acesso à internet e com nota menor do que a média dos alunos sem acesso à internet – o percentual varia entre 15,5% (Linguagem) e 19,4% (Matemática, Ciências e Redação).

A primeira conclusão é que entre 12 e 13% dos alunos de baixo nível socioeconômico apresentam características favoráveis o bastante para que pontuem acima da média dos alunos de alto nível socioeconômico. Analogamente, 15 a 19% dos alunos de alto nível socioeconômico têm características desfavoráveis o bastante para pontuarem abaixo da média dos alunos de baixo nível socioeconômico. Os resultados confirmam a importância do nível socioeconômico no sucesso do aluno, mas salientam a existência de um número considerável de casos que fogem à regra e a importância de outros fatores para o sucesso escolar como o esforço.

desempenho escolar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui