A pré-escola faz diferença no desempenho do aluno no 5º ano, independentemente do seu nível socioeconômico?

A pré-escola parece contribuir com as habilidades cognitivas dos alunos, resultado bastante encontrado e discutido pela literatura especializada.

prova brasil

Este post investiga se há diferença de desempenho entre alunos que frequentaram e que não frequentaram a pré-escola, considerando os diferentes níveis socioeconômicos.

Utilizamos dados do Saeb de 2017 (dados mais recentes) para calcular o nível socioeconômico de cada aluno que realizou a prova. A análise, portanto, engloba alunos de escolas públicas e privadas.

A Tabela 1 mostra a nota média dos alunos do 5o ano em Matemática e Língua Portuguesa. As notas estão separadas entre alunos que frequentaram e que não frequentaram a pré-escola, e quintis de nível socioeconômico do aluno.

No primeiro quintil (grupo 1), estão os alunos 20% mais pobres, e no último quintil (grupo 5), os 20% mais ricos. Desconsideramos alunos que ingressaram na vida escolar na creche.

Observamos que o nível socioeconômico (que não é um fator determinado pela escola) por si só já diferencia o desempenho dos alunos no 5o ano. A nota, tanto em Língua Portuguesa quanto em Matemática, é positivamente relacionada com o nível socioeconômico.

Assim, alunos em situações econômicas mais favoráveis apresentam desempenho melhor nas duas disciplinas, independente de terem frequentado ou não a pré-escola. Isso ocorre porque, dentre outros fatores, a criança nesta situação tende a estar inserida em ambientes mais estimulantes e seguros, além de ter pais mais escolarizados.

Focando a análise no grupo de mesmo nível socioeconômico, vemos que crianças que frequentaram a pré-escola têm um desempenho melhor tanto Língua Portuguesa quanto em Matemática em relação àquelas que não frequentaram.

Além disso, a diferença de desempenho entre alunos que frequentaram e aqueles que não frequentaram a pré-escola é crescente de acordo com a melhora do nível socioeconômico.

Muitos fatores, aqui não considerados, podem ajudar a explicar esse cenário, mas o que os números indicam é que a pré-escola parece contribuir com as habilidades cognitivas dos alunos, resultado bastante encontrado e discutido pela literatura especializada.

Ademais, esses efeitos positivos da pré-escola parecem ocorrer independentemente do nível socioeconômico do aluno, embora sejam maiores nos grupos de mais alto nível socioeconômico.

Assim, a diferença na nota média entre alunos dos grupos 5 e 1 é maior dentre os que frequentaram a pré-escola. Isso poderia ser explicado, por exemplo, pelo tipo de pré-escola oferecido nas diferentes classes sociais.

prova brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.