A evasão no ensino superior e a ineficiência na formação de capital humano

evasão no ensino superior

Encerrado o bônus demográfico, para que o Brasil volte a crescer de forma sustentável é necessário que a produtividade do trabalho aumente. Há alguns caminhos para se fazer isso, sendo um deles via investimento em capital humano. Esse investimento pode ocorrer de várias formas, como prover estímulos adequados na primeira infância ou treinar uma mão de obra especializada. Este post trata especificamente do investimento em qualificação de mão de obra via ensino superior.

Com base nos microdados do Censo da Educação Superior (Inep/MEC), é possível construir a trajetória de cada aluno ao longo do curso. A figura abaixo apresenta a taxa de incidência de evasão para os ingressantes de 2010. A linha tracejada mostra a taxa para os cursos na área de Ciências, Matemática e Computação. A linha sólida refere-se aos demais cursos.

A figura mostra que, no início do segundo ano de faculdade, ao menos 20% dos alunos já evadiram. No início do terceiro ano, ao menos um terço já evadiu. Ao fim de oito anos, tempo suficiente para concluir qualquer curso, cerca de metade dos alunos evadiu. Ou seja, um de cada dois alunos que ingressam no ensino superior não consegue concluí-lo.

A figura mostra também que a evasão é maior para cursos na área de Ciências, Matemática e Computação do que nas outras áreas. Essa diferença aparece logo no segundo ano de curso e fica em torno de 5 pontos percentuais ao longo do tempo. Isso condiz com a queda no número absoluto de formados nessa área entre 2009 e 2019 (leia aqui).

Pode-se ventilar a hipótese de que a evasão tenha evitado a conclusão de uma escolha errada, poupando tempo e recursos do aluno. Porém, o retorno do investimento feito pela sociedade na acumulação de capital humano tende a cair a cada aluno que evade. Há também os custos psicológicos para o aluno evadido e uma possível dívida a ser paga sem usufruto do benefício. Como reduzir essa ineficiência? Como melhorar as escolhas da futura mão de obra do país? A acumulação de capital humano no país passa por essas questões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui