Iniciar a vida escolar pela pré-escola é mais vantajoso do que iniciar pela creche em todo o país?

Em posts anteriores (aqui e aqui), foram analisadas as diferenças de desempenho dos alunos brasileiros que frequentaram creche, pré-escola ou que entraram diretamente no Ensino Fundamental. As evidências apontaram que alunos que iniciaram a vida escolar na pré-escola apresentam resultados melhores que alunos que frequentaram creche antes de ingressar na pré-escola.

Porém, dada a abrangência do Brasil, pode haver regiões ou estados onde esse resultado não é encontrado. Assim, com base em dados da Prova Brasil de 2019 no 5° e 9° ano do Ensino Fundamental, esse post busca levantar qual a diferença de desempenho, em cada estado, entre os alunos que frequentaram creche e pré-escola e aqueles que somente frequentaram a pré-escola.

A figura abaixo mostra a diferença, por estado, de desempenho, para o 5° e 9° ano, entre os alunos de escolas públicas que iniciaram a vida escolar na pré-escola e os que iniciaram a vida escolar na creche. O circulo vermelho indica a diferença estimada, enquanto as hastes azuis indicam o intervalo de confiança da estimativa. Se ambos (o círculo e as hastes) estão acima da linha que marca o zero, fazer pré-escola sem ter feito creche naquele estado está relacionado a melhores resultados em relação a ter frequentado pré-escola e creche. As estimativas controlam para diferenças de características dos alunos e das escolas (tais como raça, turno, escolaridade da mãe, reprovação, abandono, descolamento até a escola e área urbana).

No 5° ano, nos estados do Piauí, Ceará, São Paulo e Rio Grande do Sul, iniciar a vida escolar na pré-escola foi relacionado com piores resultados em comparação a iniciar a vida escolar na creche. No Ceára, por exemplo, os alunos que iniciaram na pré-escola alcançaram, em média, menos 3,2 pontos na Prova Brasil do que os alunos que iniciaram a vida escolar na creche. Em outros 11 estados, não ocorreram diferenças significativas, e nos demais 12 estados, iniciar pela pré-escola teve efeito positivo.

No 9° ano, somente no Piauí as creches se saíram melhores; no Amapá, Rio de Janeiro e Distrito Federal não foram registradas diferenças; e nos outros 22 estados, ingressar pela pré-escola foi relacionado a melhores resultados do que ingressar pela creche, com destaque para o Mato Grosso, onde a diferença foi de cerca de 7 pontos.

Em suma, apesar de haver alguma variabilidade, ingressar na vida escolar pela pré-escola parece ser mais vantajoso na maioria dos estados do que ingressar pela creche.

creche e pré-escola

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui