Covid-19 e abandono escolar

Desempenho dos alunos que já abandonaram o ano letivo alguma vez é pior do que o daqueles que nunca abandonaram, independente do nível socioeconômico.

268
abandono escolar

Segundo dados da UNESCO, no auge da pandemia de covid-19, mais de 90% dos alunos foram afetados no mundo. No Brasil não foi diferente. Estima-se que as mais de 180 mil escolas estejam fechadas, impactando mais de 47 milhões de alunos da educação básica1. Há uma grande preocupação com o abandono escolar devido às paralisações (veja uma revisão da literatura aqui), principalmente quando associado a condições de vulnerabilidade socioeconômica.

Neste levantamento, mostramos a diferença de desempenho dos alunos do 9º ano que já abandonaram alguma vez o ano letivo e os que nunca abandonaram.

De acordo com dados do SAEB 2017, 30% dos alunos do 9º ano que declararam já ter abandonado a escola alguma vez durante o período letivo estavam entre os 20% mais pobres (grupo 1). Esse percentual de alunos decai conforme aumenta o nível socioeconômico, chegando a 13% entre os 20% mais ricos (grupo 5).

A Tabela 1 mostra o desempenho médio dos alunos nas avaliações de Língua Portuguesa e Matemática de acordo com o nível socioeconômico (dividido em cinco grupos), e o fato de já ter ou não abandonado a escola alguma vez.

Os dados mostram que o desempenho dos alunos que já abandonaram o ano letivo alguma vez é pior do que o daqueles que nunca abandonaram, independente do nível socioeconômico.

Outro ponto relevante é que a diferença na nota média dos alunos mais ricos (grupo 5) para os mais pobres (grupo 1) é maior dentre aqueles que nunca abandonaram o ano letivo. Ou seja, o abandono torna mais fraca a relação entre nível socioeconômico e desempenho.

Alunos ricos que abandonaram alguma vez apresentam desempenho similar ao de alunos do grupo 2 (entre os 20 e 40% mais pobres) que nunca abandonaram.

As consequências da pandemia são de difícil previsão, mas os dados mostram que a preocupação com abandono escolar é muito pertinente. Além do prejudicar o desempenho, o abandono pode levar à evasão. Entretanto, enquanto em muitos países as aulas presenciais já voltaram, total ou parcialmente, aqui ainda não há uma estratégia ou planejamento claro por parte das redes de ensino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.